Puerto Rio Tranquilo - Capillas de Mármol

22.01.2020

       Em Puerto Rio Tranquilo nós ficamos no camping La Península. Chegamos e lá estavam nossos amigos Mateus e Amanda de Goiânia  Como chegamos tarde na cidade, a idéia era simplesmente nos organizar no camping e sair para conhecer um pouco o vilarejo e comer algo por lá mesmo. Já na rua voltamos a encontrar com nossos amigos que nos informaram que haviam negociado um passeio pelas capelas de mármore e que conseguiriam um preço bom pra todos nós. Conversamos com o @Asabranca_pelomundo que também estavam por lá e nos organizamos para o dia seguinte às nove. Isto feito partimos para comer. Achamos um restaurante que pareceu ser interessante e ali ficamos, o Las Parvas. Pelo tamanho da cidade também não sei se encontraríamos outro local para comer, mas acabou sendo um bom achado esse local. A comida estava bem saborosa, mas algo que nos deixou endoidecidos foi o pãozinho que vem de entrada. O danado vem fumegando, ele é feito na hora, simplesmente sensacional.  O atendimento no restaurante também posso afirmar que foi muuuuito bom, pessoal ali é bem atencioso, foi tudo perfeito.

        Acordamos cedo para tomar um café com dia friozinho e céu bem bonito. Partimos para encontrar nossos amigos para o tão esperado passeio. Do ponto de encontro, o quiosque da Mármol Expediciones, até o local de saída da lancha caminha-se um tantinho, mas com povo animado e ansioso nem se nota, fomos nos divertindo. Nosso guia no passeio foi o Mauro, rapaz novo que está com planos de estudar português por uns meses no Brasil, mas vamos falar do passeio que fomos fazer. As tais capelas de mármol são muito legais. As pedras foram esculpidas pela erosão fluvial e formaram várias cavernas que se pode acessar com o barco. Além delas há a famosa formação chamada Catedral de Mármol, uma pedra imensa que tem o formato que lembraria uma catedral. Dependendo do ângulo parece mais um símbolo de espadas, naipe de baralho. Tudo muito bacana. O Mauro foi nos informando sobre os aspectos geológicos, sobre a história do local e nos proporcionou um ótimo passeio. Um detalhe que tem de se levar em conta nesse passeio é a necessidade de se levar um agasalho, para suportar o vento gelado quando se está no trajeto de lancha. Bom também se prevenir com luvas porque as mãos congelam.

          Depois do passeio nós fomos de novo ao Las Parvas para almoçar, e dessa vez resolvemos subir para as mesas que ficam no piso superior. Sensacional o ambiente e o visual, vale muito a pena, adoramos o local. No meio da tarde resolvemos preparar para a saída do dia seguinte e comprar uns pães para fazer sanduíche, e foi aí que vimos que comprar pão é um pouco complicado. Aparentemente só existe uma padaria na pequena cidade de Puerto Rio Tranquilo e para achar foi quase uma novela. Mesmo perguntando ao povo local eu consegui me perder, mas também, quando achei a tal padaria ela era mais uma casa disfarçada do que um ponto comercial (a fachada). Local pequeno com uma variedade absurda de uns dois tipos de pães, rsrsrs. Só se identifica que ali era o local que buscava porque colocaram uma plaquinha junto a janela (Panaderia Laurita). Mas atendeu às necessidades emergenciais de se ter um sanduíche para nossa viagem do dia seguinte. Vale ressaltar que a padaria funciona como um mini mercado, então há vários outros itens disponíveis ali, e tem outro detalhe, por ser uma única ou uma das únicas, o pão vai embora depressa, por isso acho que só me deparei com dois tipos disponíveis quando fui comprar, uma pena. Vi pelo google que eles funcionam como pousada também. Agora uma coisa que chama um tanto a atenção quando fui comprar meu pão foram as empanadas. Eu tenho um quê de fixação por empanadas, rsrsrs. 

     Nesse trecho que fizemos até a padaria, eu fui com o Vitório do @Asabranca_pelomundo, o que vimos bastante no caminho foram obras, em vária ruas da cidade parte de calçamento das vias está sendo refeito. Outro detalhe que vimos com fartura foram as várias árvores frutíferas, em todo quintal que a gente passava tinha ou maçã, ou pera, ou cereja ou um conjunto dessas. Isso foram as que reparei.

             Quando voltamos da padaria nos deparamos com uma situação inusitada. A Niviane, que estava com a Fernanda nos esperando no camping, estava sendo convidada a sair do local. O proprietário do camping ficou incomodado com a presença dela lá e pediu que se retirasse, uma vez que não estava hospedada ali. O que chamou a atenção e nos deixou chateados foi a maneira um tanto descortês como a tratou. Lamentável. Fica a dica, Camping La Península.

          Dia seguinte partimos direção Cerro Castillo. 

.

.

.

.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Fernanda Azzolini e Marco Antonio Parreiras em viagem pela Europa e agora preparando uma grande aventura pelas três américas!

  • Twitter Vintage Stamp
  • Instagram Vintage Stamp

10.02.2020

26.11.2019

10.09.2019

10.09.2019

22.08.2019

Please reload

Pelo Nosso Caminho, Viagem pelas Américas, Viajantes, Pajero Full, Americas Travel, Travelling, América do Sul, América Central, América do Norte, On the Road, Brazil Travellers, Viajantes del Brasil, Fotos das Américas, Viajantes de Curitiba, Easy Rider

© 2018 por PELONOSSOCAMINHO