© 2018 por PELONOSSOCAMINHO

Coyahique

10.02.2020

       A caminho de Coyahique paramos em Villa Cerro Castillo,  mas resolvemos não ficar por ali. Como seria somente para trekking e Fernanda estava com o pé ferrado, melhor seguir viagem (os atrativos principais de Cerro Castillo são as caminhadas). Nossos amigos de Tocantins nos recomendaram um camping na cidade, mas nossa idéia era mesmo prosseguir. A estrada nesse trecho é muito tranquila, asfaltada, com algumas partes de serra. O visual é legal, mas não chega a impressionar. A gente acaba ficando mal acostumado depois dos primeiros trechos de Carretera Austral, rsrsrs. 

         Quando estávamos passando no trecho de estrada que corta o Parque Nacional Cerro Castillo, um carro que vinha em sentido contrário começou a sinalizar para gente com faróis e depois colocou o braço para fora indicando que havia algo na lateral da estrada no nosso sentido. Diminuí mais a velocidade par tentar entender o que estava acontecendo e uns 100 metros a frente nós vimos o que estavam sinalizando, uma família de Huemules estava comendo bem no cantinho próximo ao acostamento. Tivemos de parar para ver. Muito legal. Aparentemente os animais não estavam ligando para gente. Outros veículos pararam para assistir e teve gente que chegou a se aproximar bastante deles, o que sinceramente não entendo a real necessidade disso. Aproveitamos para sacar algumas fotos e seguimos viagem. Uns dois quilômetros mais pra frente nos deparamos com um macho, esse bem mais arisco. Muito legal essa oportunidade de vermos estes animais ali soltos, se alimentando tranquilamente.

        Todo esse percurso que fizemos até chegar em Coyhaique foi com dia nublado e frio. Talvez houvesse paisagens mais interessantes com dia de céu azul, mas com dia totalmente cinza não consegui achar nada que me chamasse muito a atenção.

    Chegamos na cidade e fomos em direção a um camping que pesquisamos no IOverlander, o camping Ammonites. A estrada de acesso é muuuuuuito ruim. Caminho bem estreito, de terra, porém cheio de buracos, rsrsrs. Chegamos lá e Fernanda foi checar disponibilidade e acessos porque por onde chegamos, seguramente não conseguiríamos entrar com carro e carreta. Só de imaginar a quantidade de manobra para retornar por onde cheguei já me dava arrepios, e foi o que acabou acontecendo. Fernanda não gostou nada do local e nós decidimos não ficar ali. Meia hora manobrando e seguimos então para o camping "El Camping". Ali sim encontramos um lugar muitíssimo agradável e com espaço tranquilo para nosso Carro/carreta. Pelo que havíamos visto de opcões em guias e depois conversando com pessoas que estavam no camping, nós só aproveitaríamos a cidade para fazer mercado e lavar roupa. Não houve nada que nos atraísse tanto a ponto de explorar mais o local. Nossos amigos do @Asabranca_pelomundo aproveitariam a cidade para comprar um adaptador para botijão de gás deles. E assim fizemos. Rodamos pelo centro da cidade, fizemos nossas compras, aproveitamos o espaço de cozinha coletiva do camping para uma refeição gostosa e, um dia depois, estávamos prontos para seguir viagem.

        Não deixe de ver nossas fotos no Instagram e no Flickr. Os endereços são os seguintes: instagram.com/pelonossocaminho e www.flickr.com/photos/pelonossocaminho

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Fernanda Azzolini e Marco Antonio Parreiras em viagem pela Europa e agora preparando uma grande aventura pelas três américas!

  • Twitter Vintage Stamp
  • Instagram Vintage Stamp

10.02.2020

26.11.2019

10.09.2019

10.09.2019

22.08.2019

Please reload

Pelo Nosso Caminho, Viagem pelas Américas, Viajantes, Pajero Full, Americas Travel, Travelling, América do Sul, América Central, América do Norte, On the Road, Brazil Travellers, Viajantes del Brasil, Fotos das Américas, Viajantes de Curitiba, Easy Rider